Dusting On no Sesc Belenzinho

As inscrições iniciaram hoje para comerciários, sexta abre para o público geral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

quase ilusão

são tantas ferramentas que muitas vezes divulgo em um lugar e esqueço do outro.. não lembro se divulguei a turma no Sesc Pompeia de Processos Históricos. Acho que preciso de um assistente…

Logo mais, em maio vou para Santos fazer Papel Salgado aos sábados de manhã e junho tem albumina.

https://www.sescsp.org.br/aulas/118455_FOTOGRAFIA+DUSTING+ON

Essa semana eu consigo colocar fotos das aulas!!!!

Ainda tenho novidades que a minha cabeça pensa mas não consigo realizar tão depressa. Atualizando, tenho pesquisado processos e histórias e estou procurando alguma forma de mostrar um pouco mais sobre as técnicas.

 

Hoje teve a primeira aula de Processos Históricos no Sesc Pompéia. Acho que eu sou a pessoa mais empolgada sempre. Neste semestre pensei em trabalhar cianotipia, papel salgado e goma bicromatada. Contei um pouco como surgiram essas técnicas e como são realizadas. A parte histórica é baseada no texto do livro Keepers of Light. Vale a pena ler. O livro se encontra na amazon, usado.

Como de costume sempre dou uma olhada na lista de espera. Sempre digo, vale a pena dar um crédito pra ela. E eu sempre olho com carinho.

 

Tenho colocado poucas coisas aqui e no CameraPreta porque estou montando equipamentos. Recentemente montei mais uma mesa de luz portátil, ainda preciso fazer um passo a passo dela.

E o foco crítico me convidou para uma exposição no qual participo com um anthotype, na Galeria Virgílio até dia 29 de abril.

 

rarosvintagesineditos2

Por conta dos trabalhos manuais não tenho nem sentado na frente do computador, portanto facebook acessado pelo celular tem se tornado ferramenta de divulgação mais fácil. Mas isso ainda vai mudar.

Eu nunca gostei de instagram, mas por insistência do Edison ele acabou criando um e estou lá (por vezes ele que posta algo) como https://www.instagram.com/camerapreta/

CameraPreta porque tem nossas atividades lá e porque achei mais fácil de achar pelas internets. No final, toda camera é preta por dentro e no meio da escuridão é que organizamos a luz para virar imagem. Camera preta porque um livro que gosto muito chama Filosofia da Caixa Preta, só trocamos as palavras pensando também na câmera obscura, esta que de certa forma acabou unindo meu trabalho ao do Edison.

Jaqueta branca de Melville

Hoje é a pré-venda do livro de Herman Melville, Jaqueta branca pela editora Carambaia.

O projeto é do Estúdio Margem e eu entrei com a produção das capas para o livro. Foram mil cianotipias em oito desenhos de capas diferentes. Como é um processo artesanal, praticamente todas as capas são únicas.

captura-de-tela-2017-02-02-19-18-17

https://carambaia.com.br/jaqueta-branca

provavelmente terão informações sobre o processo no blog da editora e o lançamento é semana que vem.

Trabalho feito com uma enorme ajuda do Edison Angeloni e do Washington Sueto.

Sobre o processo.

já escrevi algumas vezes por aqui e no Câmera Preta, o cianotipo é um processo fotográfico a partir de sais de ferro. De todas as técnicas é o mais simples e um dos mais lentos na exposição à luz ultravioleta.

Um fator que nunca vejo em nenhum livro ou site é que o tempo de exposição dos processos varia de acordo com o papel, além do tom de azul, que por vezes tem alguma variação. No caso desses cianotipos do livro o uso da água oxigenada ajudou bastante a deixar o azul mais intenso.

Fiz testes de lavagem e exposição por mais de três meses para afirmar isso e mesmo assim o processo sempre me dá surpresas.

Outra questão importante é a quantidade de químico que o papel absorve. Alguns papéis demoram a absorver o químico então muitas vezes se chega num resultado de azul mais profundo reforçando com uma segunda camada. Para essas capas eu passei duas vezes.

Pesquisei muito sobre cianotipia e conservação. Já sabia que ele é melhor conservado em meio ácido. E se um dia ele enfraquecer o azul é só deixa-lo no escuro que ele volta. Uma característica do cianótipo que me faz refletir, pois parece que ele está sempre reagindo e se transformando.

Estava eu num azul profundo no fim de ano…

Masss..

Pro mês de março temos mais umas novidades com os cursos de cianotipia e outros processos da fotografia alternativa. (muita coisa de cianotipia em vista) Semana que vem conto tudo.

 

Dica importante: sempre use luvas e material de proteção individual.