Brissac…

Um livro que gosto muito é o Paisagens Urbanas de Nelson Brissac. Para refletir e pensar sobre a cidade, como a vemos, como sentimos.

Estava pesquisando sobre o Rio Anhangabaú e pensei em como os rios de São Paulo não são visíveis. Difícil enxergar rios, horizontes e gentilezas nessa cidade.

“O olhar hoje é um embate com uma superfície que não se deixa perspassar.Cidades sem janelas, um horizonte cada vez mais espesso e concreto. (…) Sobreposição de inúmeras camadas de material, acúmulo de coisas que se recusam a partir. Tudo é textura: o skyline confunde-se com a calçada; olhar para cima equivale a voltar-se para o chão. A paisagem é um muro.

Paisagens Invisíveis página 13 – Nelson Brissac Peixoto

Anúncios

Christopher James

Um autor de processos históricos que sempre cito é ele. Fotos bem legais, e um dos dois livros que foram fontes de pesquisa em anthotype. Não havia achado em mais nenhum além desses.

Capa do livro - Christopher James